sábado, 17 de março de 2007

Novo blog.
Casa nova, depois do despejo, sem explicação, ocorrido no outro endereço.
Aqui, com cara mais limpa e outro astral. Já começamos com um texto hard core.
Então, let's go, baby.


Língua

E aí você acha que está fora de risco neste instante em que me encontra aqui no meio desta rua imensamente iluminada. Muito bem, topou na hora errada com o indivíduo mais perverso do planeta. Dia de fúria. A pele da mais jovem jaguatirica, louca pelo primeiro bote. Olhos de leopardo gigante. Língua ferina e azul como a de qualquer personagem de filme trash tentando lembrar algo como O Exorcista. Muito bem, hoje é seu dia. Agora senta nesta calçada iluminada e imunda e chora de pavor. Porque agora eu vou falar. Frases como trovões, ao seu redor. E não espreite nenhuma resposta. Porque hoje só eu que organizo este discurso colado ao seu ouvido nesta madrugada. Te amedronte, então, se cale ao ouvir o primeiro parágrafo da minha parábola. Resigne-se. Porque eu vou levantar a voz em tufão e dar de dedos e contorcer a face para que você ouça melhor cada sílaba. E aí vai. A noite vai ser pouca. Para tantas palavras duras. E você que veio me desafiar. No meu campo de forças. Vai ser neutralizado por um raio “sei lá o quê”, saindo do meu olhar de puma. Veja bem, não há saídas. Só ruas viadutos avenidas. E se veio até aqui neste deserto noturno de luzes. Senta e escuta. Na aspereza do asfalto preto iluminado. Senta. E engole o que tenho a dizer. Sem mastigar, vai se entupindo das minhas palavras. E vai calando a sua arrogância mal nascida. A sua artimanha azeda. Vai, senta e te cala. Os meus coturnos andaram demais hoje. E eu, de pouca fala. Quero te dizer as verdades aos borbotões hoje. No meio desta rua iluminada, você tem medo e eu, sou rei.
desenho de Glenda Jung
(capturado no google imagens)

2 comentários:

Japa-Paraguaia disse...

"-Tá."

Esta é a vontade de resposta que tenho pro final do seu texto... tipo, um tá não muito expressivo, dizendo SIM, eu sento e escuto TUDO o que tem pra me falar... Qualquer dia te empresto meu coturno pra uma performance! auhauhauhauahuahuahauh

Adorei o texto Hardcoreano!!

Obs. nada a ver: Por falar nisso, terá show do The Evens aqui, com senhor Mr. Ian Mackaye... um ícone da história do Punk, ex-banda Fugazi!

MaicknucleaR disse...

Karen... magnífico!